TRANSVER

imaginario2.gif

Ao indagar, no presente, a memória dos lugares e dos objetos, encontramos representações que nos dão uma certa medida da transformação do mundo no Antropoceno.

Fotografias, filmes, gravações de tempos distintos. Certos sons e imagens retêm instantes da história da presença humana no mundo. No presente, estas fontes nos dão uma certa medida das profundas transformações que definem uma nova era. Entre elas, muitas expressam o imaginário. Todas constituem uma vasta narrativa humana, contada em grande parte pelo contraste das temporalidades, seja pelos sons do passado em gravações (e mesmo aqueles que ainda existem como antes, há muito tempo, em muitos lugares); seja pelos livros ilustrados com fatos e relatos — reais, imaginados, híbridos; seja ainda pelas expressões artísticas de épocas distintas, por exemplo de velhas fotografias à imagética vista em filmes e telas eletrônicas. Neste contexto, parte importante e afetiva de nossa memória e experiência sobreviverá em imagens.

Vivenciamos ambientes construídos, com seus objetos sempre situados, testemunhos físicos de existências humanas presentes em paisagens em mutação. Tais existências, por se localizarem como forças atuantes, transformaram espaços anteriores em lugares habitados; existências que assim erigiram paisagens culturais diversas — no tempo, no espaço, na memória — vistas em artefatos, realidades e imaginários.

Imagens e sons são fontes essenciais da história do mundo: movimentando-se por entre esta trama, nos caminhos da memória, cruzamos fronteiras e penetramos camadas vivenciadas, como uma Transversal do Tempo, atravessando o imaginário humano, a revelar lugares e objetos significativos do Antropoceno.

Neste canal independente você encontrará desde fragmentos de estudos, artigos e ensaios elaborados por Silvio Luiz Cordeiro, arquiteto e arqueólogo, artista e documentarista a transitar pelo multiverso cultural da paisagem e dos objetos, em representações imagéticas e sonoras da nova era humana transformadora. Acesse  o índex.